A guerra aos pobres do governo Rafael Diniz gera o risco de uma grave insurreição social em Campos dos Goytacazes

O maior erro que se cometer em política é provar que o seu adversário está certo. Partindo dessa questão básica das disputas entre diferentes correntes que emergem no esforço do controle de governos, não tenho como não observar o papel que o jovem prefeito Rafael Diniz está cumprindo para assegurar que o ex-governador Anthony Garotinho e seu grupo político possam ressurgir das cinzas menos de um ano depois de sofrerem uma acachapante derrota eleitoral.

É que se lembrarmos o que diziam os anúncios da campanha eleitoral do candidato derrotado Chicão Oliveira, o futuro das políticas sociais construídas para mitigar a profunda desigualdade social que existe em Campos dos Goytacazes estaria ameaçado caso o candidato Rafael Diniz fosse eleito. 

E pimba! Primeiro se fechou o restaurante popular, agora se acaba de vez com a passagem social., deixando na fila da guilhotina o “Cheque Cidadão” e o “Morar Feliz”. Esse desmanche se mostra irreversível, mesmo que os anúncios vindos pela boca do jovem prefeito ou de seus menudos neoliberais sejam menos explícitos, tornando o fim inevitável em “ajustes” para melhorar o que está sendo exterminado.

campos

O problema que, além de garantir a proeminência política de Anthony Garotinho no município de Campos dos Goytacazes, esse extermínio das políticas sociais de mitigação da desigualdade social extrema também está servindo para gestar uma crise sem precedentes na história recente deste rico/pobre município. É que confrontada com uma gravíssima crise econômica, a maioria da nossa população agora se verá diante de um custo insuportável até se precisar ir procurar empregos onde eles ainda existem.

Ao conversar na noite passada com um amigo que mora no entorno da Lagoa do Vigário (aliás, essa pessoa conhece o jovem prefeito desde que este era menino), ele me assegurou que há uma crescente revolta dentro da população mais pobre e que está sendo atingida em cheio pelos cortes (seletivos) que estão sendo operados em nome de um ajuste fiscal tão seletivo quanto o realizado pelo (des) governador Pezão no plano estadual. Como esse meu interlocutor é uma pessoa normalmente calma e sempre bastante lúcida, o vaticínio dele deveria preocupar Rafael Diniz e seus menudos neoliberais.  É que quem gesta a revolta aberta deveria estar preparado para conviver com seus efeitos sob pena de ser arrastado pela corrente. Friso que este meu interlocutor é um trabalhador de carteira assinada e que nunca precisou recorrer a quaisquer uma das políticas sociais ora exterminadas. Em outras palavras, em suas observações ele não se move por sentimentos individualistas, mas apenas exerce sua alta capacidade analítica.

Volto a dizer que tudo indica que falta neste jovem/velho governo aquela espécie do “ministro do vai dar merda” preconizado por Luís Fernando Veríssimo. É que tudo indica que a ausência dessa figura que nos governos de Rosinha Garotinho era ocupado com alto nível de eficiência pelo glacial Suledil Bernardino.  Como ainda não chegamos nem ao final do primeiro ano de governo “da mudança” me parece urgente que alguém ocupe este posto para evitar, inclusive, que tenhamos a ocorrência de algo muito pior do que possibilitar a que Anthony Garotinho reassuma a supremacia política no município.  É que nem mesmo Anthony Garotinho vai conseguir, ainda que queira, impedir que a revolta popular que borbulha discretamente nas regiões mais pobres de Campos dos Goytacazes tome ares de insurreição aberta. A ver!

6 pensamentos sobre “A guerra aos pobres do governo Rafael Diniz gera o risco de uma grave insurreição social em Campos dos Goytacazes

  1. Juçara disse:

    Então, essa é a mudança que a população pediu. Lamentável !!!

    • Juçara, discordo de você. O que está acontecendo é um estelionato político, pois na campanha eleitoral foi prometido o contrário do que está sendo feito. Assim, convenhamos, não é correto culpar a população, especialmente as pessoas mais pobres que estão sendo vitimizadas pelo extermínio das políticas sociais.

  2. Coelho disse:

    Não tenho nenhum motivo para defender o Garotinho, mas se fizermos uma analise isenta sem partidarismo vamos constatar que Ele assumiu o governo do RJ destruído pelo então desgovernador Marcelo Alencar que vendeu tudo só faltou a cedae , Garotinho negociou colocou os salários do funcionalismo em dia , fez várias obras por todo estado , criou as delegacias legal etc , acho que Ele fala muita bobagem mas também não podemos negar sua coragem para brigar com gente grande como tem feito , porque brigar com rede globo , revista veja , justiça entre outros tem que ter disposição e vida limpa porque se tivesse algo escondido já teria vindo atona .

  3. Claudio Leonardo de morais disse:

    Estamos realmente muito mal servidos de políticos ! Precisamos de representantes de povo de gente ! Representantes que não visem apenas seu bolso ou campanhas futuras , mas que olhem para os números de mortos nos hospitais e se horrorizem ! Precisamos de menos corrupção , menos trsmoias !
    Um dia eu consigo fazer o que sempre quiz ver campos se tornar uma cidade .

  4. Juçara disse:

    Sim . Das políticas sociais não. Mas ele foi vereador e sempre votou contra os projetos sociais. Quem vota em alguém precisa se informar sobre o que a pessoa pensa. Ele sempre fez isso . Não enganou ninguém. Mas também não concordo com o que ele está fazendo contra a Cidade tirando o pão da boca de quem precisa. Todavia,toda decisão tem uma consequência. Infelizmente.

    • Discordo de você Juçara. Durante seu mandato de vereador, o que o agora prefeito fez foi apontar para pontos que precisavam ser melhorados nos programas e nunca apontou que os mesmos deviam ser extintos. Aliás, em sua campanha eleitoral apontou que iria aperfeiçoá-los. Assim, novamente, a culpa não é das pessoas que elegeram uma plataforma que agora está sendo descumprida, mas sim de quem prometeu que faria uma coisa e está fazendo outra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s