O assassinato de Marielle Franco atiçou a legião de imbecis que espalha ódio nas redes sociais

Resultado de imagem para marielle franco

O escritor e filólogo italiano Umberto Eco afirmou no dia em que recebia o título de Honoris Causa na Universidade de Turim que as redes sociais deram o direito à palavra a uma “legião de imbecis” que antes falavam apenas “em um bar e depois de uma taça de vinho, sem prejudicar a coletividade” [1].

O problema é que a “legião de imbecis” de Umberto Eco está se sentindo livre o bastante para conspurcar pessoas e suas ideias, mesmo após a morte de quem é vitima das imbecilidades dos legionários.

Vejamos o caso ainda recente da vereadora Marielle Franco que está sendo vítima de ataques vis vindo de pessoas igualmente vis. O problema é que as mentiras e imbecilidades que estão sendo espalhadas como fezes ao vento encontram eco (e não estou falando de Umberto Eco) em pessoas das quais se esperaria mais bom senso e capacidade crítica.

Desconfiar das informações que criminalizam alguém que foi brutalmente assassinada por causa de suas ideias deveria ser a primeira tarefa de qualquer cidadão responsável, especialmente aqueles que se dizem “pessoas de bem” e “cristãs”.  Mas não é isso o que estamos vendo, pois o preconceito e a inveja estão sendo usados para impedir que se veja claramente o significado e as consequências do extermínio físico de uma liderança política emergente que era bem preparada intelectualmente, e que recusava perder de vista com quem estavam as suas reais preocupações e responsabilidades.

Uma coisa é certa. Aqueles que reproduzirem todo o lixo que está sendo produzido para apagar quem foi Marielle Franco e o que ela significou para as pessoas que dela precisaram vão ser banidos das minhas redes sociais.  De gente que usa subterfúgios para pregar o ódio de classe e o preconceito racial  quero distância. Elas simplesmente não cabem em minhas relações.

E luta que segue, pois certamente seria isso que Marielle Franco nos diria para fazer em sua ausência.


[1] https://www.terra.com.br/noticias/educacao/redes-sociais-deram-voz-a-legiao-de-imbecis-diz-umberto-eco,6fc187c948a383255d784b70cab16129m6t0RCRD.html

Um pensamento sobre “O assassinato de Marielle Franco atiçou a legião de imbecis que espalha ódio nas redes sociais

  1. Marco Antônio disse:

    Boa tarde Professor Marcos, o nosso Brasil é formado por uma legião de imbecis, imbecis ricos e pobres, imbecis com educação formal e sem educação nenhuma, imbecis de direita e esquerda, imbecis homo e héteros, imbecis pretos, brancos e amarelos, tem imbecis de tudo quanto é jeito e em todas as áreas. Qual é a surpresa sobre a reação dos imbecis? O povo é trabalhado justamente para isso… ser um imbecil. Tem imbecil que comemora a morte da vereadora, tem imbecil achando que a sua morte vai enfraquecer a democracia, tem imbecil criticando sua conduta na vida particular, tem imbecil culpando a polícia pela sua morte, tem imbecil pregando a violência abertamente, tem imbecil pedindo o fim da polícia militar, tem imbecil que acha que bandido bom é bandido morto, tem imbecil que acha que bandido tem poucos direitos e é vítima da sociedade, tem imbecil que acha que só tem bandido na favela, tem imbecil que acha que só tem gente trabalhadora na favela. E por aí vai… Até Katy Perry deu seu pitaco no caso… com os imbecis que pagam os ingressos mais caros do mundo (afinal não somos imbecis?) indo a euforia com a homenagem prestada. Viva a revolução popular…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s