Coronavírus já causou 5 vezes mais mortos do que Bolsonaro previu. E a contagem continua

bolsonaro máscara

Fala-se muitos dos erros políticos e comportamentais do presidente Jair Bolsonaro, especialmente após a eclosão das crises com os agora ex-ministros Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública).  Me perdoem os que estão concentrados nessa faceta, digamos, mais política dos erros de Bolsonaro, penso que ao fazer isto, se está “passando pano” para erros mais graves que ele cometeu durante a pandemia causada pela COVID-19.

O fato é que, desde o início da crise sanitária em que estamos envolvidos por causa do coronavírus, o presidente brasileiro tem sido um dos principais (senão o principal) líderes do negacionismo a-científico da letalidade da COVID-19.  

Prova disso foi a previsão furada que ele fez no dia 22 de março de que o a COVID-19 não causaria o mesmo número de mortos alcançado pela gripe H1N1, que beirou um total de 800 óbitos. O pior é que ele fez isso em uma entrevista dada ao um programa com razoável audiência, o Domingo Espetacular que é veiculado pela Record TV.

Ao fazer um anúncio sem qualquer base científica e persistentemente trabalhar contra o isolamento social, o presidente Jair Bolsonaro se tornou uma espécie de aliado mór do coronavírus no Brasil.

O resultado dessa ação que desafia o conhecimento científico em torno das características do coronavírus e de seus mecanismos de difusão é que neste domingo (26/04) o Brasil já atingiu de 4.057 de mortos, apenas nos registros oficiais e que ignoram uma flagrante subnotificação dos infectados e mortos pela pandemia no Brasil. Esse valor, antes que o Brasil tenha atingido o pico do número de mortes, pasmem, é cinco vezes maior do que o previsto por Bolsonaro no dia 22 de março.

Assim, mesmo que o presidente Bolsonaro agora alegue que não é coveiro para ficar discutindo o número de mortos, o seu erro de avaliação cedo ou tarde (talvez mais cedo do que tarde) irá assombrar o seu governo.  E quando isso acontecer,  nem a horda de robôs que operam nas redes sociais a favor de Bolsonaro será capaz de evitar que o povo brasileiro cobre explicações sobre como foi possível errar tanto em meio a uma pandemia mortal.

E, sim, há que se lembrar que a contagem de mortos ainda parece longe de terminar. Simples assim!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s