Nota de Ricardo Salles causa briga de canivetes no governo Bolsonaro

MOURAO AMAZONIA

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, saiu a campo para desmentir a nota de Ricardo Salles sobre a suspensão do combate ao desmatamento e às queimadas na Amazônia

A nota do ministro (ou seria anti-ministro) do Meio Ambiente, o improbo Ricardo Salles, suspendendo o combate ao desmatamento e às queimadas na Amazônia acabou causando o que pode ser equivaler a uma briga de canivetes. 

É que, confrontado com o teor absurdo da nota de Salles, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, saiu à campo para desmentir a nota de Ricardo Salles, apontando que o ministro do Meio Ambiente teria sido “precipitado“, pois o corte orçamentário nunca teria ocorrido na forma que ele publicizou em sua nota.

Confrontando com o desmentido do vice-presidente, Ricardo Salles afirmou que o corte denunciado em sua nota só teria sido revertido após a repercussão negativa que se seguiu à divulgação da mesma.

Resta saber agora o que de fato está acontecendo com os recursos do MMA, e se de fato as operações do IBAMA e do ICMBio serão mantidas. É que em se tratando do governo Bolsonaro, nunca se sabe onde a verdade e a mentira começam ou terminam.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s