Ausente da abertura da COP26, Jair Bolsonaro consolida condição de pária internacional do Brasil

principe charlesO Príncipe Charles, herdeiro do trono do Reino Unido, falando na abertura da COP26 em Glasgow, capital da Escócia

Começou hoje em Glasgow a 26a. edição da Conferência para Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU) com os discursos iniciais dos líderes de governo ali presentes enfatizando a situação crítica em que se encontra o planeta em função das chamadas “mudanças climáticas” (ver vídeo abaixo).

Uma voz que não foi ouvida nessa cerimônia de abertura foi a do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que resolveu fugir das suas responsabilidades sob a alegação pífia de que somente críticas o esperariam na capital escocesa.

Ainda que isto seja verdade, o que além de tudo seria merecido visto o papel desastroso do governo Bolsonaro no agravamento das emissões de gases estufa pelo Brasil, fugir dessa conferência não é, nem de perto, uma opção que um líder minimamente preocupado com o seu país deveria ou poderia adotar. Aliás, dentre os governantes que não estão incapacitados, pelas razões que sejam de estarem em Glasgow para participar da COP26, Jair Bolsonaro é provavelmente o único que optou por não estar lá por vontade própria..

Essa fuga de Glasgow é apenas o corolário de uma trajetória para colocar o Brasil em uma posição de destaque como pária nos debates sobre os esforços para providenciar respostas articuladas para os desafios criados pela crise climática. Essa posição pode até agradar aos frequentadores do “cercadinho” do presidente Bolsonaro em Brasília, mas certamente trará graves dificuldades para os interesses estratégicos do Brasil, inclusive na área comercial.

COP26- Protests

Protestos antes do início da COP26, em Glasgow, na Escócia / Foto: Ian Forsyth/Getty Images (30.out.2021)

Sobre todos os ângulos, a decisão de fugir da COP26 é um verdadeiro tiro no pé que está sendo dado por Jair Bolsonaro e seu grupo de ministros negacionistas. Deixar os interesses do Brasil a uma delegação composta por verdadeiros desconhecidos (alguém sabe o nome do atual ministro do Meio Ambiente) e por um vice-presidente general que é completamente ignorado pelo presidente capitão trará consequências desastrosas. E isso deverá ficar evidente mais cedo do que tarde. Isso virá porque Jair Bolsonaro conseguiu efetivamente transformar o Brasil em um pária. Simples assim!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s