Para sorte do Brasil, Jair Bolsonaro perdeu a eleição mais roubada em quase 100 anos

bolso forte

Ainda sem realizar muitas análises do impacto feito pelos bloqueios ilegais realizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) cujo objetivo explícito era impedir o acesso de eleitores de Luís Inácio Lula da Silva às mesas de votação, eu não hesito em dizer que Jair Bolsonaro perdeu uma partida onde tinha grande parte da equipe de arbitragem (com direito a assessoria de palco do “juiz ladrão”), mas também os meios para controlar as condições do campo onde a partida foi realizada.

Com certeza os historiadores ainda registrarão todos os elementos singulares que marcaram a eleição que acaba de ser vencida de forma inquestionável pelo ex-presidente e presidente eleito Lula da Silva. Mas aqui é preciso lembrar que a vitória se deu sob a égide de duas PECs inconstitucionais, bilhões de reais distribuídos na forma de auxílios, da manipulação dos preços dos combustíveis, e ainda com a distribuição descontrolada de recursos públicos via o chamado “Orçamento Secreto”.

Como alguns comentadores já expuseram, estas foram as eleições mais roubada em quase 100 anos, e mesmo assim Jair Bolsonaro se tornou o primeiro presidente a ser derrotado no cargo enquanto controlavam a máquina e o dinheiro públicos. Desta forma, a derrota se apresenta ainda como a mais vergonhosa que algum presidente já teve na história da república brasileira. 

Mas, convenhamos, o que esperar de um político que viveu sob a égide de esquemas em que a manhas e artimanhas sempre caminharam de mãos dadas?  Como o próprio Jair Bolsonaro sempre revelou que de democrata ele nunca teve nada, apenas só os mais ingênuos ainda poderiam se surpreender com tantas cotoveladas e socos abaixo da cintura que foram disparados ao longo da campanha que se encerrou ontem.

Lula, uma figura histórica

lula gigante

Um reconhecimento óbvio é que Jair Bolsonaro só perdeu ontem porque o adversário se chamava Lula. É que qualquer outro candidato teria sido derrotado. A verdade é que sem a estatura política de Lula não haveria como derrotar as forças do Estado que Jair Bolsonaro instrumentalizou para se manter no poder.

Não é pouca coisa para uma pessoa nascida na mais completa miséria e que se elevou na vida política brasileira para já ocupar, aos 77 anos, um lugar na história do Brasil. E o mais impressionante é que agora Lula terá que responder aos difíceis desafios de assumir a presidência na esteira de um processo de desmanche de políticas públicas nunca antes visto na história deste país. Ah, sim!, há que se lembrar que Jair Bolsonaro apostou todas as suas fichas no desmanche do Estado, apenas para usar suas estruturas para manter a si e à sua família aferroados ao poder.

Por tudo o que marcou esta eleição, Lula se elevou ainda mais no grau de importância histórica. Caberá a ele agora a realizar uma difícil transição administrativa, pois, com certeza, receberá mais problemas do que soluções quando assumir o poder em janeiro de 2023.

E antes que eu me esqueça, volto a uma frase do senador Cid Gomes na campanha de 2018, apenas com um ajuste histórico: apesar de toda a roubalheira, o Lula está eleito, babaca!

18 comentários sobre “Para sorte do Brasil, Jair Bolsonaro perdeu a eleição mais roubada em quase 100 anos

    • Prezado Marcelo, para sua informação não faço e nunca fiz uso da Canabis Sativa. Por outro lado, não tenho ilusão de estar isento a problemas mentais depois de viver dentro do hospício a céu aberto em que o Brasil foi transformado pelo governo Bolsonaro. A questão é que ninguém ainda me viu pregado no pára-brisa de um caminhão tentando impedir o direito constitucional do ir e vir.

      Curtir

    • Primeiro, não sei qual profissão você acha que eu exerço. Mas pelo seu comentário, parece crer que eu sou jornalista, o que não é um caso. Aqui neste blog não se reportam apenas fatos, mas também opiniões. Se você não gosta das minhas, paciência. Mas uma pergunta: você não tem uma corrida para correr? Talvez fosse um uso mais útil do seu tempo.

      Curtir

  1. Toma vergonha. Especialidade da esquerdopatia é acusar que os outros estão fazendo o que vocês fazem. Subestimaram o poder soberano do povo. Todo mundo sabe que roubaram as eleições.

    Curtir

    • José (ou seria Eduardo?), obrigado por abrilhantar o meu blog com seu comentário tão pedagógico. Lembro apenas que em 2026 não haverá como contar com duas PECs ilegais, liberação fora de época de auxílios, orçamento secreto e os bloqueios da PRF no Nordeste. Boa sorte!

      Curtir

  2. É isso professor de ecologia que se reporta como jornalista. Nada diferente há que se esperar do feudo intelectual do ambiente universitário atual. Quase tão razoável o artigo acima quanto o Prof. Dr. Em beija-flor da UFG/GO que fez um artigo “científico” em que morreria toda a população mundial de Covid só na cidade de Goiânia. Kkk

    Mas o crime hoje é pensar diferente dos senhores feudais esquerdopatas é claro. Desculpe. Pelo menos aqui se permite manifestar, ao contrário dos demais veículos de comunicação que vetaram em quase todos seus artigos a possibilidade dos leitores comentarem as sandices que escrevem.

    Curtir

    • Eduardo, uma primeira coisa, eu não sou professor de Ecologia, pois sou um geógrafo com doutorado em planejamento. Sobre a análise que fiz no meu texto, eu diria que os acontecimentos pós-eleitorais confirmam o que eu disse.
      E, sim, aqui até as sandices são permitidas, inclusive as dos leitores, desde que sejam educadas.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s