Mais uma barriga: a comunidade científica campista não subiu no palanque de Caio Vianna

Li com alguma curiosidade a nota publicada por Aldir Sales [Aqui! ] dando conta da presença do deputado estadual Waldeck Carneiro no palanque eleitoral do candidato Caio Vianna (PDT) na noite de ontem (25/11). É que segundo essa nota, a presença do reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Raul Palácio, e de uma representante do Diretório Central de Estudantes da Uenf no mesmo palanque eleitoral representaria uma pretensa subida no palanque de Caio Vianna (ver imagem abaixo).

1_waldeck-1702536

Sem querer me ater muito à oportunidade de um reitor de universidade pública subir em palanque eleitoral, o mesmo valendo para uma sindicalista estudantil, é uma barriga jornalística (para não dizer uma fake news) que a comunidade científica campista tenha subido no palanque de quem quer que seja na atual campanha eleitoral. Isto não quer dizer que pesquisadores e docentes não tenham colaborado individualmente para a confecção de programas ou votado neste ou naquele candidato, mas daí dizer que todo o coletivo de pesquisadores esteve ontem no palanque de Caio Vianna é, no mínimo, um exercício de “wishful thinking” (ou melhor de um pensamento desejoso).

Eu particularmente lamento que nenhum dos dois candidatos que estão no segundo turno tenha tomado a iniciativa de convidar a tal “comunidade científica” aludida por Aldir Sales para uma reunião aberta a todos os interessados. É que assim se poderia ter discutido francamente toda as potencialidades existentes nas instituições de ensino superior sediadas na cidade de Campos dos Goytacazes. Nesta conversa franca se poderia ter debatido as melhores opções para a construção das saídas que o nosso município tão urgentemente necessita após quatro anos de destruição da capacidade do governo municipal de se posicionar como um agente de transformação da nossa realidade social e econômica. Resta apenas agora desejar que o vencedor passe a agir concretamente para firmar parcerias e financiar projetos de pesquisa que gerem a necessária alavancagem para sairmos da crise em que nos encontramos.

Sobre a presença do deputado estadual Waldeck Carneiro no palanque de Caio Vianna após o diretório municipal do PT ter definido uma posição de neutralidade eu só tenho a lamentar. É que tendo o PT conseguido sair da obscuridade em que se encontrava a partir da militância aguerrida da professora Odisséia Carvalho, o mínimo que qualquer deputado do PT deveria fazer, em nome do fortalecimento do partido em Campos dos Goytacazes, seria respeitar as instâncias municipais que se decidiram democraticamente pela neutralidade no segundo turno.  Depois ainda tem militante do PT que reclama que outras forças de esquerda tenham conseguido ocupar mais espaço político, traduzido em um número maior de votos, e avançando mais do que o seu partido no esforço de construção partidária no atual ciclo eleitoral. É por esse tipo de intromissão de cima para baixo que eu, apesar de ser um dos primeiros filiados do PT no estado do Rio de Janeiro, decidi me desfiliar já em 1997 quando voltei ao Brasil. 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s