(Des) governador Pezão é o “highlander” da era Cabral?

Quem é mais antigo como eu lembra da estréia em 1986 do filme “Highlander, o guerreiro imortal” que tinha o ator Christopher Lambert no papel do guerreiro escocês imortal Connor Mac Leod. O enredo do filme era simples e sangrento, pois Mac Leod era um imortal que tinha que se digladiar com outros nessa mesma condição, até que no final só sobrasse um.

Pois bem, essa parece ser uma situação que está sendo costurada para o ainda (des) governador Luiz Fernando Pezão que teve mais uma denúncia contra si  com um pedido de arquivamento pela Procuradoria Geral da República por falta de provas (Aqui!). A questão é que essa denúncia já tinha tido um pedido anterior de arquivamento, mas onde também se livraram do processo o ex (des) governador Sérgio Cabral e o ex (des) secretário Régis Fitchner que, dessa vez, não escaparam. 

Em outras palavras, agora temos mais um poderoso membro da trupe de Sérgio Cabral, Régis Fitchner, enrolado com os processos sendo conduzidos pelo juiz Sérgio Moro, pois é para lá que este caso, o da corrupção em contratos relacionados à Construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), deverá ser enviado.

E assim, se olharmos todos os membros da cúpula do (des) governo Cabral veremos que o (des) governador Pezão ainda é um dos poucos, senão o único, que ainda se encontra incólume na chuva de processos que estão ocorrendo por causa de múltiplos casos de corrupção que já foram comprovados. Ou seja, tal como o “Highlander”, Pezão poderá ser o último a ficar em pé e manter a cabeça sobre o pescoço.  Ou não.

4 pensamentos sobre “(Des) governador Pezão é o “highlander” da era Cabral?

  1. Angela Chaloub disse:

    Marcos, você não acha que Pezão não cai porque Picciani e Meirelles o estão segurando, para que o Estado do Rio de Janeiro seja o “laboratório” do Projeto da Previdência do Temer?É muito estanho, que no momento que o Rio está” QUEBRADO”, todos os arrestos que são feitos para pagar os servidores, vão para pagar as dívidas do Estado com o governo Federal?

  2. Marco Antônio disse:

    Professor dos políticos só restaram Pezão, Regis Fitchner, Picciani e demais membros da ALERJ livres, leves e soltos… mas acredito piamente que a quadrilha do PMDB RJ tem tentáculos no TCE, TJRJ e MPRJ. Se formos parar para pensar, chegaremos a conclusão de que Cabral não poderia ter agido por tanto tempo e embolsando tamanha soma de dinheiro (só no escândalo do Rio Oil Truste são U$ 3 bilhões) como se está comprovando. Com certeza, por mais astuto e inteligente que Cabral poderia ser, não teria como esta quadrilha agir somente no plano político (Poder Executivo e Legislativo). Houve ajuda nos demais órgãos e no Poder Judiciário, tem mais autoridades envolvidas… sem falar da grande mídia. Tenho o costume de ficar lendo o D. O. do RJ e muitas vezes via publicado as realocações de verbas dos órgãos do Executivo para a Secretaria de Comunicação Social, ou seja, Cabral e Pezão tirava verbas dos órgãos do Executivo para pagar propaganda na grande mídia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s