Batatas fritas como ferramentas do complexo industrial militar capitalista?

henrico-1

A indústria de alimentos (?) de fast food gera doenças e erosão cultural. A saída de corporações como Coca Cola, Mc Donald´s e Starbucks da Rússia por causa da ação militar na Ucrânia pode ter o efeito inesperado que é o de diminuir os níveis de doenças entre os russos

Um desdobramento curioso da ação militar da Rússia na Ucrânia foi a saída das redes americanas de “fast food” do mercado russo em uma ação que claramente é uma espécie de retaliação gastronômica das corporações capitalistas da área de alimentos (sendo Coca Cola, McDonald´s e Starbucks apenas as bandeiras mais pesadas que já o fizeram) contra o governo de Vladimir Putin.

Deixando de lado o fato de que essas redes de “fast food” não apenas oferecem pseudo alimentos que nada de têm de saudáveis, e que são vendidos a preços exorbitantes enquanto os empregados das lojas franquiadas recebem salários miseráveis, o que essa ação das corporações multinacionais ocidentais demonstra é que até as batatas fritas vendidas pelo McDonald´s são parte integrante do chamado complexo industrial militar, ou mais simplesmente da indústria da guerra.

É que se pensarmos bem, a Rússia não é nem de perto quem lucra quando permite que as corporações do fast food operem em seu território.  Se analisarmos melhor o que essas corporações realizam na prática é a eliminação de alimentos locais, muitas vezes mais nutritivos e saudáveis do que qualquer “burguer” que a McDonald´s e seus congêneres fabricam.  Aliás, a saída da Starbucks deverá causar uma diminuição no custo de vida russo, na medida que após pagar preços miseráveis aos cafeicultores no Sul Global essa multinacional estadunidense, que possui mais de 30 mil lojas distribuídas em 80 países, vende cafés a preços ultrajantes para clientes que nunca param para pensar que estão sendo vítimas de um golpe financeiro.

Mas então por que essas corporações estadunidenses e outras de outros países do centro capitalista resolveram dar no pé da Rússia? Provavelmente por razões que misturam o medo de sua clientela nos países centrais se irritar com a permanência na Rússia após meses de propaganda russofóbica por parte da mídia corporativa, ou ainda porque receberam ordens dos controladores do complexo militar para fingirem que se importam com os direitos humanos dos Ucranianos. Há que se lembrar que se preocupação com direitos humanos guiasse as preocupações da McDonald´s ou da Starbucks, seus conselhos diretores já teriam removido as commodities agrícolas brasileiras da sua cadeia de suprimentos dada a magnitude do que está sendo feito na Amazônia, seja contra as florestas ou contra os povos que vivem nelas. Mas salvo engano não se ouviu nada muito indignado por parte da McDonald´s ou do Starbucks contra o que está ocorrendo na Amazônia brasileira.

french fries

Batatas fritas são uma das principais fontes de renda da McDonald´s em que pese os danos causados à saúde humana pelo seu consumo

Um gaiato na internet escreveu que com a saída da Coca Cola e da McDonald´s da Rússia, o mais provável é que caiam os índices de obesos e diabéticos dentro da população russa, e que haja uma espécie de renascimento da demanda por produtos tradicionais da culinária russa, acrescentando ainda que a partida das corporações do fast food ainda deverá permitir uma diminuição das doenças associadas ao seu consumo. Pensando bem, essa afirmação de gaiatice não tem nada.

O fato é que em um país como o Brasil onde a fome está firmemente espalhada dentro da maioria da população, gastar cerca de R$ 50,00 em um “combo” não faz o menor sentido financeiro para a imensa maioria das famílias, mas não é raro ver um trabalhador sacrificado pelas políticas ultraneoliberais dos últimos governos brasileiros gastar essa verdadeira fortuna para quem ganhar salário mínimo para agradar um filho. Por essa falta de sentido é que talvez devêssemos nos antecipar a qualquer abandono futuro do território brasileiro por parte das corporações do fast food e deixar suas lojas vazias. É que agora que está evidente que as batatas fritas superfaturadas da McDonald´s são parte do complexo militar, continuar gastando com este tipo de não alimento é ainda mais contraditório do que sempre foi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s