Leitor corrige blog e informa sobre o drama do abandono em Rio Doce (MG)

Tsulama mapa

No dia 24 de Abril publiquei uma postagem uma visita que realizei ao município de Barra Longa (MG) onde pude visitar áreas atingidas pelo TsuLama da Mineradora Samarco (Vale + BHP Billiton) [Aqui!]. Naquele postagem, cometi um deslize imperdoável para um geógrafo que foi antecipar o início do Rio Doce que efetivamente só se inicia 15 km abaixo no município homônimo. Na verdade, as imagens que mostrei na postagem são do Rio do Carmo que é o que corta o território de Barra Longa.

Pois bem, um leitor do blog gentilmente me cobrou a correção do nome do rio de Barra Longa, e ainda me ofereceu informações importantes sobre os impactos causados no município de Rio Doce pela ocorrência do TsuLama.

Como as informações prestadas ao blog são extremamente importantes, estou compartilhando a mesma. Além disso, como já respondi ao leitor na seção de “comentários”, estou planejando uma nova visita aos rios do Carmo e Doce tão logo o (des) governo Pezão pague os salários que me deve.

Por ora, segue a narrativa que me foi enviada pelo leitor do blog, a quem agradeço pela correção do meu erro, e por fornecer uma descrição tão detalhada do que está acontecendo em Rio Doce.

Mas enquanto a visita a Rio Doce não acontece, compartilho um vídeo que mostra como ficou o Rio Doce logo no seu início após o TsuLama.

Corrija o nome do rio e visite a cidade de Rio Doce para ver de perto o nosso drama

Prezado professor,

Sou mineiro do município de Rio Doce, vizinho à Barra Longa, (cidade onde visitou) e gostaria de fazer algumas considerações.  O rio que passa por Barra Longa não é o rio Doce e sim o rio Do Carmo, portanto as fotografias postadas por você, retratam apenas uma pequena parte do maior crime ambiental já cometido nesse país.

A Mineradora Samarco, não dá ponto sem nó, pois arrumaram a praça da cidade de Barra Longa, as ruas próximas, realizaram pista de caminhada , parquinho,  varrendo a sujeira para onde os olhos dos visitantes (como você) e dos desavisados não alcançam.

Tudo maquiagem …. grosseira, para inglês ver!

Não nos deixemos mais ser ludibriados por uma corja de empresários e políticos que arruínam nosso país …. temos que dar a volta por cima.

Entendo que para divulgar uma matéria dessa e para que passasse maior credibilidade a seus leitores, deveria ter pesquisado um pouco mais, pois teria sido muito útil para nos ajudar a divulgar o que tem sido feito em nossa região, certamente a mais afetada.
Deveria ter descido um pouco mais e apreciado o encontro dos rios Piranga e Do Carmo, já no município de Rio Doce/MG, formando o rio Doce, um visual muito bonito, apesar de toda essa sacanagem com nosso meio ambiente, nossas pequenas cidades, e nosso povo já tão sofrido e esquecido.

Sugiro numa próxima oportunidade, que chegue até Rio Doce (MG) esse sim o município mais brutalmente afetado, e que até o presente momento sofre com os maiores impactos gerados decorrentes desse crime ambiental,  tais como: a poluição;  a inoperância da UH Candonga; o total assoreamento do lago com mais de 10 milhões de toneladas de m³ de rejeitos de minério; o trânsito intenso de máquinas e empresas terceirizadas numa cidade de apensas 2611 habitantes (previsão de Censo 2016 IBGE); a grande circulação de operários, a sujeira, e, mais recentemente, a compra de 03 fazedas produtivas de Rio Doce, para carreamento dos rejeitos que assoream o lago, e que pelo visto que aqui ficará pa ra a posteridade, sem qualquer projeto compensatório para Rio Doce.

Todo esse lixo extraído no município de Mariana, a eles gerou empregos, renda, melhor estrutura da cidade de Mariana, cabendo agora a Rio Doce aceitar os rejeitos sem qualquer compensação até o momento, onde os mais fortes sobrepõem-se aos mais fracos.

Enfim, gostaria de sugerir uma matéria mais condizente com a realidade, pois seria mais uma forma de ajudar a divulgar o que passam centenas de pessoas que aguardam ansiosamente o retorno de suas rotinas a que estavam habituadas, mas subentendendo que isso será impossível de acontecer,  se pelo menos adotem medidas mitigadoras para compensar essas cidadezinhas que tinham como um de seus atrativos, o nosso tão importante rio Doce.

Obrigado!

4 pensamentos sobre “Leitor corrige blog e informa sobre o drama do abandono em Rio Doce (MG)

  1. Abilio Maiworm-Weiand disse:

    Prezado Pedlowski.
    Parabenizo-lhe por sua postura em relação à mensagem do leitor mineiro. Isto fortalece política e intelectualmente o seu portal de notícias e comentários. Além disso, é um exemplo para jovens estudantes universitários e iniciantes no caminho da ciência.
    Um grande e saudoso abraço.

  2. Eduardo Carlos Real Pereira disse:

    Sr Marcos, boa tarde
    Vale lembrar que o intuito de minha crítica, em relação ao rio Doce, foi apenas para despertar o equívoco de informações e passar uma história verídica dos fatos. Desculpe-me se lhe causei algum transtorno, pois não tive essa intenção.

    • Eduardo, não houve qualquer transtorno. Eu agradeço muito a sua correção. Irei visitar Rio Doce tão logo o governo do Rio de Janeiro pague os salários que me deve. Espero poder te encontrar para conversar pessoalmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s